domingo, 13 de julho de 2008

Descobrindo a vida por baixo da situação de vida

Aquilo a que nos referimos como “vida” deveria ser chamado, mais precisamente, de “situação de vida”. É o tempo psicológico, passado e futuro. Certas coisas do passado não seguiram o caminho que queríamos. Ainda resistimos ao que aconteceu no passado e agora estamos resistindo ao que é. A esperança nos leva a prosseguir, mas a esperança nos mantém focalizados no futuro, e esse foco contínuo perpetua a negação do AGORA e, portanto, a nossa infelicidade.

Esqueça a situação da sua vida por um instante e preste atenção à sua vida.
A nossa situação de vida existe no tempo.
Nossa vida é agora.
Nossa situação de vida é coisa da mente.
Nossa vida é real.
Encontre o “Portão Estreito que conduz à vida”.
Ele é chamado de AGORA.

Restrinja a sua vida a esse exato momento. Sua situação de vida pode estar cheia de problemas – a maioria das situações de vida está – mas verifique se você tem algum problema nesse exato momento. Não amanhã ou dentro de dez minutos, mas já. Você tem um problema agora?
...

Você tem preocupações? Tem muitos pensamentos do tipo “E se...”? Você está identificado com a mente, que está se projetando num futuro imaginário e criando o medo. Não há como enfrentar tal tipo de situação, por que ela não existe. Você pode parar com essa insanidade que corrói a saúde e a vida aceitando simplesmente o momento presente.

Perceba sua respiração. E sinta o ar entrando e saindo de seu corpo. Sinta seu campo interno de energia. Tudo o que você sempre teve de lidar, tudo o que teve de enfrentar na vida real, em oposição as projeções imaginárias da mente, é o momento presente. Pergunte-se qual é o seu “problema” neste exato momento, não no ano que vem ou amanhã ou daqui a cinco minutos.

Você pode sempre enfrentar o agora, mas não pode jamais enfrentar o futuro, nem tem de fazer isso. A resposta, a força, a atitude certa estarão a sua disposição quando você precisar, nem antes nem depois.
...

Quando estamos cheios de problemas, não há espaço para nada novo entrar, nenhum espaço para uma solução. Portanto, sempre que você puder, crie algum espaço para encontrar a vida sob a situação de vida.

Utilize os seus sentidos plenamente. Esteja onde você está. Olhe em volta. Apenas olhe, não interprete. Veja as luzes, as formas, as cores, as texturas. Esteja consciente da presença silenciosa de cada objeto. Esteja consciente do espaço que permite a cada coisa existir. Ouça os sons, não os julgue. Ouça o silêncio por trás dos sons. Toque alguma coisa, qualquer coisa. Sinta e reconheça o Ser dentro dela. Observe o ritmo da sua respiração. Sinta o ar fluindo para dentro e para fora. Sinta a energia vital dentro do seu corpo. Permita que as coisas aconteçam, no interior e no exterior. Deixe que todas as coisas “sejam”. Mova-se profundamente para dentro do agora.
...


Eckhart Tolle – O poder do Agora

7 comentários:

Algumas coisinhas da Jéssica disse...

Faltou os créditos do texto... É do "Poder do Agora", né?

Algumas coisinhas da Jéssica disse...

Sobre o texto:
Acho muito interessante o trecho que diz que não há como enfrentar uma situação do futuro pq ela simplesmente não existe. Isso é absolutamente verdadeiro! A gente inventa uma coisa na nossa cabeça, que não aconteceu e nem temos como saber se acontecerá e já bolamos como resolvê-las!!! Isso é piração! É gastar energia`a toa! E digo isso pq sou PHD em fazer tal coisa. (rs,rs,rs)
Diferentemente de vc visualizar algo que vc quer que aconteça. Mas mesmo quando visualizamos, temos que estar abertos para como aquilo que queremos, virá. Não será exatamente do jeito que imaginamos e temos que estar abertos para essa nova oportunidade. É o famoso caminho do meio!

Beijos!

André Auke disse...

Um otimo texto para reflertimos sempre, pois mesmo lendo ou escrevendo, corremos o risco de não estarmos presente.

Bjs a todos.

Marcelo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelo disse...

As vezes fazemos tantos planos e mais planos e sequer paramos para desfrutar das nossas vitórias, sejam elas quais forem.
Talvez simplesmente parar e respirar ou observar algo, como diz o texto, seja uma maneira muito prazerosa de meditação.

Marcel Costa disse...

Créditos incluídos.

Valeu Jé

√åℓ disse...

Me deu uma sede de viver...

O silêncio tem sua beleza, o barulho também...
Nunca esqueço de uma frase que falei em um trabalho sobre Física Quântica: Cada um direciona o quer ver...
E dessa forma podemos ver as coisas lindas da vida ou não.

Mas agora? Não tenho problema nenhum, não tenho medo algum, não tenho pânicos...
Só tenho essa sensação boazinha e emocionante que me serve de guia e me conforta.

Existe muita beleza na vida e no mundo que não pode ser desperdiçada com nossos pensamentos tendendo para um lado ruim...
Se conseguirmos manter esse "Viver o agora" seremos então tão reais quanto a felicidade que somos capazes de sentir. E tão reais quanto a nossa existência.

Um beijinho.